Morro dos Prazeres celebra abertura dos Jogos Olímpicos

30 julho 2012 | Notícias

Roy Hodgson, Paula Walsh e as crianças da comunidade

Na última sexta-feira (27), o Morro dos Prazeres foi palco da celebração da abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, organizado pelo Consulado-Geral Britânico. Antes da cerimônia de abertura ser exibida, ao vivo em um telão instalado no Campo da Colina, crianças do Morro apresentaram a coreografia oficial dos Mascotes Olímpicos. Larissa dos Santos, de 10 anos, e Michelle Maria Martins, de 8, ensaiaram por duas semanas para apresentar a coreografia. “Eu fiquei meio nervosa de dançar na frente de todo mundo, mas quando passou o nervoso eu gostei muito”, contou Larissa.

Jovens que participam do projeto Esporte Seguro – programa do Conselho Britânico – disputaram uma partida de futebol. O técnico da seleção inglesa, Roy Hodgson, acompanhou tudo da plateia. “É um prazer ver os pequeninos jogando e se divertindo. O futebol é muito importante num país como o Brasil,  alcançando as pessoas e ajudando a construir um futuro melhor”, disse. Ele ainda distribuiu brindes, autógrafos e tirou fotos com os pequenos atletas.

“Queríamos realizar escolher uma comunidade que já tínhamos laços, por isso escolhemos o Prazeres, que, além disso, tem essa vista impressionante do Rio. Então podemos também mostrar o Rio ao mundo”, explicou a Cônsul-Geral Britânica no Rio, Paula Walsh. A comunidade é a primeira da cidade a receber o Esporte Seguro, programa do Conselho Britânico, em parceria com a Premier League e o Governo do Estado.  O objetivo é, através do futebol, melhorar as relações nas comunidades e encorajar a liderança nos jovens. Na Inglaterra, o programa foi implementado em comunidades como Tottenham, onde existiam tensões entre a polícia e a comunidade.

Luiz Eduardo de Lima e Antônio Botelho, de 12 anos, participantes do projeto, estavam orgulhosos com a visita do técnico. “É maneiro. Nem sempre um cara assim importante vem aqui”, disse Luiz Eduardo. Mateus Lima da Silva concordou. O zagueiro de 14 anos sonha em ser jogador de futebol. “Treino toda terça e quinta. Quinta são só os meninos. Sexta só as meninas, mas na terça é todo mundo junto”, explica. Mesmo assim, ele não deixa de se preparar para outras possibilidades de trabalho. “Quem não for à escola, sai do projeto”, acrescenta Antônio, com sua camisa autografada pelo inglês.

 

Para Rodrigo Francisco Gonçalves, de 19 anos, que faz parte do Prazeres Tour – grupo de turismo que guiou visitantes e jornalistas até o topo da comunidade para o evento – foi uma oportunidade de mostrar o seu trabalho. Rodrigo contou que o grupo existe há um ano. “Antes eu não tinha pensado em ser guia porque não tinha policiamento. Agora, o turismo prepara a gente para ter um futuro melhor. Já recebemos muitos grupos de franceses e ingleses”, disse. A próxima Olimpíada será sediada no Rio e, com isso, ele espera grandes oportunidades.