Programa UPP Social e SEASDH planejam cooperação nas comunidades pacificadas

4 setembro 2012 | Notícias

A presidente do Instituto Pereira Passos (IPP), Eduarda La Roque participou hoje (03) pela manhã de uma reunião com o Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Antonio Claret. O encontro, na sede do IPP, reuniu as equipes da secretaria e do Programa UPP Social, coordenado pelo IPP, para discutir modos de cooperação institucional nos territórios. Tanto a UPP Social quanto o programa estadual Territórios da Paz mantém equipes para atuação cotidiana nas comunidades pacificadas e apóiam ações de promoção do desenvolvimento social, econômico e urbano e de incentivo à participação cidadã. “A ideia é montarmos uma agenda conjunta que integre as ações da secretaria e da UPP Social nas comunidades pacificadas”, disse Eduarda.

“Temos ideias convergentes e precisamos integrar as informações que levantamos e o trabalho que executamos em campo. Vamos todos ganhar com essa integração”, comentou o secretário Claret. No encontro, foi combinado que um representante da UPP Social participará das reuniões do Comitê Executivo de Políticas Sociais nos Territórios Pacificados, coordenado pela SEASDH, que reúne doze secretarias do Estado e a Defensoria Pública. Além disso, o superintendente de Territórios, Daniel Misse, e o diretor de projetos especiais da UPP Social, Tiago Borba, farão reuniões mensais para troca de informações e alinhamento de estratégias.

As equipes pretendem colaborar também na elaboração de planos de desenvolvimento local para cada uma das comunidades pacificadas. “Acredito que, com essa aproximação, o trabalho de ambos os órgãos vai ganhar em escala. Temos, atualmente, um ambiente favorável para os investimentos, muito influenciado pela política de pacificação dos territórios”, comentou o secretário Antonio Claret. Além do secretário, participaram do encontro a subsecretária de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos, Andréa Sepúlveda, e o chefe de gabinete, Luis Gustavo Vieira Martins. “A pacificação é uma conquista da sociedade e, juntos, podemos guiar o caminho de desenvolvimento e prover informações para a cidade. Nós já estamos caminhando para uma mesma direção”, afirmou Eduarda La Rocque.